Febre Maculosa, doença transmitida por carrapatos, faz segunda vítima fatal em Jundiaí

Aumentam os casos de febre maculosa em Jundiaí
Aumentam os casos de febre maculosa em Jundiaí (ilustração: Alex Morales)

A cidade de Jundiaí registrou recentemente o segundo óbito por febre maculosa, uma doença transmitida por carrapatos que causa preocupação entre os moradores e autoridades locais; a vítima, um homem de 48 anos, apresentou os primeiros sintomas em setembro e faleceu no início de outubro.

Jundiaí contabiliza três casos de febre maculosa em residentes em 2023, dos quais dois resultaram em morte. No primeiro caso, a prefeitura suspeita que o paciente tenha sido contaminado em Campinas. Nos outros dois casos, incluindo o do paciente que sobreviveu, a doença teria sido adquirida no próprio município.

A febre maculosa é uma doença transmitida por carrapatos, sendo o carrapato Amblyomma sculptum o vetor principal em Jundiaí. Este carrapato, também conhecido como carrapato-estrela, é responsável pela transmissão do agente etiológico da doença, a Rickettsia rickettsii.

Os sintomas da febre maculosa incluem febre de início abrupto e erupção cutânea, com evolução rápida, alta letalidade e um curso clínico que frequentemente é confundido com a dengue. Essa confusão no diagnóstico pode levar a um tratamento inadequado, ressaltando a importância de informar ao profissional de saúde qualquer contato com áreas de risco, como matas ciliares ou pastagens.

A cidade de Jundiaí experimentou um aumento significativo no número de casos de febre maculosa nos últimos anos. Entre 2017 e 2020, eram registrados dois casos por ano, mas em 2021 e 2022, esse número caiu para apenas um caso por ano. Em 2023, porém, já foram registrados três casos, um aumento que está causando preocupação na comunidade.

Diante desse cenário, a administração municipal está tomando medidas de controle para lidar com a situação. Técnicos da Vigilância em Saúde Ambiental mapearam as regiões de maior risco de picada de carrapato, que é o transmissor da doença, e estão planejando a implementação de novas ações de prevenção nos próximos dias.

Uma delas será a ampliação do número de placas de aviso sobre o risco da presença de carrapatos em áreas públicas frequentadas por capivaras, que são comuns hospedeiras desses parasitas. Além disso, essas áreas receberão manutenção frequente para manter a grama baixa, o que pode reduzir o risco de exposição a carrapatos.

Outras ações incluirão orientações em áreas verdes privadas com grande circulação de pessoas, a distribuição de material informativo em áreas endêmicas e medidas para evitar a circulação de capivaras e equinos, que também podem hospedar os carrapatos.

Os moradores de Jundiaí são aconselhados a tomar precauções ao frequentar áreas de risco, para evitar o contato direto com carrapatos, usando repelentes, roupas de manga longa e calças, e fazer verificações regulares do corpo após atividades ao ar livre. Além disso, qualquer sintoma suspeito, como febre repentina e erupção cutânea, deve ser comunicado a um profissional de saúde o mais rápido possível para um diagnóstico e tratamento adequados.

A prevenção e a conscientização são fundamentais para combater essa doença que pode ser fatal se não for diagnosticada e tratada precocemente.

Compartilhe →

Sobre o Portal

Somos um portal online dedicado à cidade de Jundiaí, que publica assuntos variados como notícias de interesse local, dicas culturais e de entretenimento, além de outras informações relevantes para o público Jundiaiense, no melhor endereço comercial de Jundiaí na internet: JUNDIAI.COM.BR

Contato

Para anunciar, enviar releases ou  falar conosco, entre em contato através do e-mail: fale.com.jundiai@gmail.com

©2023 Jundiai.com.br
Produzido por SPBrasil e desenvolvido por SiteCity